Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / Saiba Mais / Campanha “Um Grito pela Vida”

Campanha “Um Grito pela Vida”

Com a proximidade dos Jogos Olímpicos, que acontecerão no Rio de Janeiro entre os dias 05 e 21 do mês de agosto deste ano, além do interesse pelas diversas modalidades existentes nesta disputa desportiva mundial, a CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil) reforça um apelo mais latente: a conscientização sobre a existência do tráfico de pessoas e a exploração sexual de menores e, principalmente, o combate a este tipo de violência!

Criada há 10 anos, a Rede “Um Grito pela Vida” é Intercongregacional. Constituída por aproximadamente 150 religiosas/os de diversas Regionais e Congregações, atua de forma descentralizada e articulada com as organizações e iniciativas afins, nas diversas localidades, Estados e Municípios. Integra a Talitha kum – Rede internacional da Vida Religiosa Consagrada.

Com o lema: “Enfrentar o Tráfico de pessoas é nosso Compromisso”, a Rede  desenvolve um conjunto de atividades como sensibilização, informação, organização de grupos de reflexão e estudo, entre outras…

O clamor das pessoas traficadas, especialmente da  mulheres, adolescentes e crianças, se impõem hoje como um Imperativo Carismático- profético para a Vida Religiosa Consagrada.

Irmã Eurides Alves de Oliveira, representante da CRB Nacional diz que: “Religiosas de várias Congregações têm nas últimas décadas, assumido mundialmente, a luta pela erradicação do tráfico de pessoas, como um campo de atuação missionária.”

Assim, cientes da gravidade deste crime, os membros da Rede contam com a propagação dos seguintes gestos concretos:

• Divulgar nos meios de Comunicação a Campanha “Um Grito pela Vida” e ações de erradicação do trafico de pessoas;

• Convocar a todos os cristãos a REZAR pelas pessoas traficadas no mundo inteiro;

A Igreja já denunciou de maneira consistente esta moderna forma de escravidão. O discurso da professora Marylin Martone como representante da intervenção da delegação da Santa Sé na 50ª Sessão da Comissão sobre a Condição das Mulheres, em 02 de março de 2006 (cidade de Nova Iorque), atesta que:

“De maneira semelhante, o tráfico de seres humanos tem um impacto particularmente negativo sobre as mulheres. Há casos em que as mulheres e as adolescentes são exploradas no seu trabalho, praticamente como se fossem escravas e, não raro, também na indústria do sexo. A cultura que encoraja a exploração sistemática da sexualidade é tanto penetrante quanto prejudicial para a sociedade e, por isso, deve ser abordada com algo mais do que apenas bonitas palavras.

[…]

A Santa Sé volta a condenar com determinação a violência sexual frequentemente perpetrada contra as mulheres e as adolescentes, enquanto estimula a promulgação de leis que as defendam de maneira concreta contra esta violência. Também não podemos deixar de condenar, em nome do respeito devido à pessoa humana, a difundida cultura que encoraja a exploração sistemática da sexualidade e convence até meninas de terna idade a permitirem que os seus corpos sejam utilizados para a obtenção do lucro, no âmbito de uma indústria mundial de três biliões de dólares norte-americanos.”

Compartilhe o vídeo de sensibilização “Pelos Olhos de uma Menina – Não à exploração sexual”, e ajude nesta campanha!

LINK VÍDEO: https://www.youtube.com/watch?v=aBB8fArpt04

Pelos olhos de uma menina

___________________________

Texto: Gabriela Haeitmann

Informações e fontes consultadas:

http://www.crbnacional.org.br

http://gritopelavida.blogspot.com.br

https://www.facebook.com/redegritopelavida

http://www.vatican.va/roman_curia/secretariat_state/2006/documents/rc_seg-st_20060302_status-women_po.html

Sobre OSSJBCampinas

A Obra Social São João Bosco ( OSSJB ) é uma instituição não governamental sem fins lucrativos da Rede Salesiana de Ação Social ( RESAS ) e atua no âmbito da prevenção de situações de risco social, promovendo o desenvolvimento intelectual, ético, humano e profissional de crianças, adolescentes, jovens e adultos, possibilitando o exercício da cidadania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

'
Scroll To Top