Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / Outras Notícias / Crescimento profissional e pessoal: a Obra nunca sairá de mim

Crescimento profissional e pessoal: a Obra nunca sairá de mim

Ramon Pedro Martins Tartari, 23. Nascido em Campinas, trabalha há um ano e três meses no Núcleo São João Batista, Centro, como Auxiliar Administrativo. Conheceu a Obra no começo de 2011, quando uma vizinha, a qual tinha um neto que estudava na Obra no momento de transição. A primeira impressão foi positiva, “eu não tinha nada a perder, logo pensei vamos ver o que dá”, conta Tartari.

Embarcou na proposta da Obra. Foi educando até junho de 2012, e cursou Auxiliar de Almoxarifado, Departamento Pessoa e Inglês. Depois de um tempo, além de educando foi também voluntário, já com 21 anos. Nesta época, cursou na parte da manhã Informática, de tarde curso de Auxiliar Administrativo e nas horas ou dias vagos colaborava com a Nota Fiscal Paulista, pois naquele tempo não havia dedicação exclusiva de algum funcionário.

“A Obra pra mim, ajudou-me a mudar minha visão sobre a vida como um todo. A enfrentar situações difíceis, algo que se eu não tivesse aprendido aqui não teria a mesma coragem", diz Ramon Tartari

“A Obra pra mim, ajudou-me a mudar minha visão sobre a vida como um todo. A enfrentar situações difíceis, algo que se eu não tivesse aprendido aqui não teria a mesma coragem”, diz Ramon Tartari

Quando terminou seus cursos, Ramon já estava apaixonado pela Obra. Resolveu continuar como voluntário. Nos dias que não estava na Obra, ele ajudava o pai no serviço de eletricista, e gostava muito da atividade.

Em junho do ano passado, a demanda das Notas Fiscais Paulista estava grande, logo a Obra necessitava de ajuda. Foi quando Ramon viu a possibilidade de ser contratado. Mesmo todos já conhecendo seu trabalho, Tartari enviou currículo e passou por entrevista. “Eu estava muito nervoso para entrevista, pois era o primeiro emprego. No primeiro dia de trabalho, por problemas técnicos não conseguiu bater o ponto e já pensei: como comecei com o pé esquerdo!”, diz Tartari.

Em seu tempo livre, Tartari gosta de passear, passar um tempo com sua mãe, assistir a um bom filme (seu preferido é O vento levou) ou a um seriado (no momento acompanha House), escuta música (Tartari diz que tem muita influência dos pais em relação ao gosto musical. Seus cantores favoritos são: ABBA, Bee Gees, Roberto Carlos, Maisa). Um dia perfeito é aquele o qual pode ir tranquilamente ao sebo procurar disco e curtir o achado na parte da tarde.

“A Obra pra mim, ajudou-me a mudar minha visão sobre a vida como um todo. A enfrentar situações difíceis, algo que se eu não tivesse aprendido aqui não teria a mesma coragem. Além de um crescimento profissional, obtive um crescimento pessoal. Foi um norte quando estava precisando, e ainda o é”, afirma convicto, e continua “Eu até sairia daqui, mas acredito que a obra não sairia de mim. Marcou, e marca, profundamente todas minhas decisões. Enquanto me aguentarem, pretendo continuar por aqui”.

Planos futuros: “hoje eu penso em mudar completamente de área”, conta. Ele pretendia continuar no caminho que está: área administrativa. Agora pensa em mudar. “Estou pensando em algum curso da área Técnica de Eletrônica”, acredita Tartari. Um pouco de culpa desta mudança se deu pela visita realizada pelo Núcleo do Centro ao Centro Profissional Dom Bosco (CPDB), no Colégio São José.

“A princípio, meus próximos passos, serão atacar com unhas e dentes o curso de Eletrotécnica”, diz Tartari.

Ramon lembra uma história de sua época de educando. Em uma comemoração de aniversário, a qual era realizada na Capela, todos os educandos estavam alvoroçados. A coordenadora Benedita, para controlar a turma, afirmou que iria liberar por cursos para que pudessem comer o bolo. “Pensei que ela iria apontar ou falar o curso, logo, eu iria levantar e sair da Capela, bem quieto”, conta Tartari. Neste momento, a coordenadora diz: “Ramon, você pode ir”. Ao levantar, todos olharam para ele. Todos que saiam da Capela falavam: está podendo heim, Ramon. “Pronto, todos aprenderam o meu nome neste dia. Fiquei muito envergonhado”, lembra com carinho e rindo, Tartari.

Sobre OSSJBCampinas

A Obra Social São João Bosco ( OSSJB ) é uma instituição não governamental sem fins lucrativos da Rede Salesiana de Ação Social ( RESAS ) e atua no âmbito da prevenção de situações de risco social, promovendo o desenvolvimento intelectual, ético, humano e profissional de crianças, adolescentes, jovens e adultos, possibilitando o exercício da cidadania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

'
Scroll To Top