Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / Saiba Mais / Espaço Dom Bosco Educador / Os milagres para a beatificação e canonização de Dom Bosco

Os milagres para a beatificação e canonização de Dom Bosco

A Santidade é um grande dom, partilhado por Deus com seus filhos. Todos somos chamados à santidade. “Sede santos, porque eu sou santo” (I Pe, 1.16). Na tradição Católica, algumas pessoas que viveram suas vidas de forma virtuosa e até mesmo heroica, recebem as honras dos altares. São João Bosco fora uma destas personalidades, vários sinais “extraordinários” fizeram parte de sua vida.

Dom Bosco morreu em 31 de janeiro de 1888. Os superiores Salesianos decidiram iniciar o mais rápido possível, “o processo de beatificação e canonização”. E por incrível que pareça, o santo, pai e mestre da juventude, os milagres que o conduzirão aos altares, foram entre quatro senhoras adultas, conforme veremos.

Os milagres para a Beatificação aconteceram em Turim, 1906, com a Irmã Provina Negro e Teresa Callegari em Castel S. Giovanni (Piacenza), 1921. A irmã Provina, sofria de ulceras terríveis no estômago, que dificilmente seria curada. A doente depois de ter invocado a intercessão do venerável e ter engolido com suma confiança uma relíquia, se encontrou imediatamente curada. (MB. XIX p. 95-96).

No segundo milagre, dona Callegari afligida por diversas doenças internas, rebeldes a todo cuidado a tinha conduzido ao estado de marasmo e declarada pelos médicos em fim de vida. Com fé invocou a intercessão de Dom Bosco, ficando curada no mesmo instante de todas as suas graves enfermidades. (MB. XIX p. 96).

Para a Canonização, também estão ligados a senhoras enfermas que pediram a Deus a cura, através do padre Bosco. A primeira aconteceu em Rimini. Anna Maccolini, em 1931 sofria de broncopneumonite influencial, juntamente com uma flebite na perna e na coxa esquerda duplicando o seu diâmetro. Os médicos desacreditaram da recuperação, devido a sua avançada idade, 78 anos. Dona Anna, invocado com um tríduo o beato João Bosco, e tendo aplicado à perna enferma uma relíquia sua é instantaneamente e perfeitamente curada. (MB. XIX p. 231).

O segundo aconteceu em 1931, com Caterina Lanfranchi, gravemente doente dos joelhos e pés. A enferma foi duas vezes à Lourdes; mas não obtendo os resultados esperados, dirigiu à mãe celeste essa oração: “Sendo que em Lourdes não fui curada, concede-me ao menos pela devoção que tenho ao beato João Bosco, que ele possa me obter em Turim a cura”. Estando em Turim vai à basílica de Maria Auxiliadora. Desce da carruagem, ajudada pela irmã e pelo cocheiro, entra no templo, se senta diante da urna que conserva o corpo do beato e reza. Ajoelhasse e permanece nesta posição por cerca de 20 minutos; levanta-se, vai ao altar da virgem, ajoelha-se de novo. Então como que acordando, reconhece-se curada. O milagre é proclamado pelos médicos que cuidam dela, por todas as testemunhas, e pelos peritos (MB. XIX p. 231-232).

Dom Bosco foi beatificado por Pio XI aos 2 de junho de 1929 e canonizado pelo mesmo Pontífice na páscoa de 1º de abril de 1934.

Texto do Padre William de Lima, Coordenador de Pastoral da Obra Social São João Bosco.

Sobre OSSJBCampinas

A Obra Social São João Bosco ( OSSJB ) é uma instituição não governamental sem fins lucrativos da Rede Salesiana de Ação Social ( RESAS ) e atua no âmbito da prevenção de situações de risco social, promovendo o desenvolvimento intelectual, ético, humano e profissional de crianças, adolescentes, jovens e adultos, possibilitando o exercício da cidadania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

'
Scroll To Top